CRIADORES COM AFIXO REGULARES VINCULADOS  AO FIKC, RELACIONADOS EM ORDEM ALFABETICA DE RAÇAS.

RAÇAS:

CRIADORES:

AFGHAN HOUND :
A origem dessa raça é praticamente desconhecida Aparentado ao Saluki (Galgo Persa), os ancestrais teriam saido da Persia (IRÃ) e chegado ao Afeganistão onde desenvolveram longas pelagens.

Utilização: Cão de caça e companhia

 


 




AMERICAN PIT BULL TERRIER:
No decorrer do seculo XIX, criadores na Inglaterra, Irlanda e Escocia começaram experimentos com cruzamentos entre Bulldogues e Terriers a procura de um cão que combinasse a esportividade do Terrier com a resitencia e atleticidade do Bulldogue. O resultado foi um cão que reunia em si todas as virtudes dos grandes guerreiros: resistencia, coragem indomavel e gentileza com os que ama. Os emigrantes levaram estas cruzas de Bulls e Terriers para os Estados Unidos. Os talentos diversos naõ passaram despercebidos dos fazendeiros locais que passaram a utiliza-lo para proteção ou como cães de recuperavam o gado semi-selvagem e os porcos, ajudante nas caças

Utilização: Cão de Guarda e
Cão de Companhia.



 

 

 




AMERICAN STSFFORDSHIRE TERRIER:
O AST foi desenvolvido nos Estados Unidos da América e partilha a mesma ascendência com o Staffordshire Bull Terrier. As duas raças resultam do cruzamento do Bulldog antigo com os Terrier ingleses. Na origem do desenvolvimento destas raças, os ingleses procuravam combinar a tenacidade dos bulldogs antigos com a agilidade e energia dos terriers. O objectivo era tornar os cães cada vez mais aptos para enfrentar touros, desporto que consistia no combate entre cão e touro.

Utilização: Cão de companhia e Cão de Guarda


 

 



BASSET HOUND:
É resultado dec= cruzamentos de Bassets franceses (Basset Artesiano- Normano, Basset de Artois e Basset das Ardenas) efetuados por criadores ingleses. Foi apresentado pela primeira vez em Paris em 1863 e na Inglaterra em 1875, onde foi feito o seu desenvolvimento.
Tenaz cão de caça pelo rafo, possui instinto de matilha, dotado de uma voz profunda e melodiosa, não teme as moitas.
Utilização: Cão de companhia e Cão de caça.

 


 

 

 




BEAGLE:
Raça inglesa muito antiga, mencionada no seculo III pelo bardo escoces Ossian.  Ocupou um lugar importante nos reinados de Henrique VIII e Isabel I.
Os primeiro Beagles foram introduzidoa na França por volta de 1860. Agradando a todos, tornou-se o sabujo (cão de caça pesada, cuja principal caracteristica é o uso do faro) mais difundido na França e no mundo. Agrada devido a seu tamanho reduzido, seu temperamento, sua polivalencia, sua eficiencia e velocidade.

Utilização: Cão de caça e Cão de companhia.

 

 



 

BICHON FRISE:





BORDER COLLIE:
Pensa-se que seus ancestrais eram cães nordicos que guardavam os rebanhos de renas. É provavel que tenham  sido trazidos para as ilhas Britanicas peli Vickings, e que tenham sido cruzados com as raças pastoreiras locais,
Deve seu nome a região dos vales dos Borders, fronteira entre a Inglaterra e a Escocia, onde a raça se desenvolveu. É o mais difundido dos lolleys, e continua especializado na guarda dos rebanhos, para a qual é utilizado desde o seculo XVIII. A raça foi fixada no seculo XIX, reconhecida em 176 pelo Kennel Club (INGLES).
Utilidade: Cão de pastoreio.


 


 

 

 



BULLDOG CAMPEIRO:
Tem sua origem nos Bulldogs que vieram para o Brasil trazidos pelos imigrantes europeus desde o seculo XVIII. Devido a criação de gado ser sempre forte na região sul, os Bulldogs eram bastante usados para capturar o gado selvagem que se criava em meio a um ambiente hostil de campo e mata nativa. Os Bulldogs para o trabalho tiveram uma seleção quase natural, uma vez que os que eram muityo baixos, levavam desvantagem em percorrer longas distancias  e em não poder tracionar segurando o boi. E os que atraves de cruzamentos com outra raça ficavam muito altos perdiam o instinto de pegador, a precisão demovimentos, além de ficarem vulneraveis as investidas dos bois com som seus coices e chifradas.  Cão de temperamento vigilante e tranquilo, com acentuado espirito de luta e companherismo. Este temperamento teria que ser tão obstinado que conhecesse limites e tão controlodo que sempre obedesse aos comandos do tropeiro. Assim, nasceu o "Bulldog Campeiro".
Utilidade: Cão de pastoreio e Cão de Guarda

 


 

 

 



BULLDOG INGLES:
O Bulldog deve ser um descendente dos Molossos de Rpira, cães de guerra, introduzidos na Inglaterra pelos navegadores feniciios. Como seu nome indica ("bull" significa "touro" em ingles) , ele foi criado para combater touros. Tambem se organizavam combates entre cães. Em 1835, esta pratica cruel foi abolida. Em 1875, o primeiro padão da raça foi publicado. As seleções operadas desde então fizeram do Bulldogue um cão de companhia.
Utilidade: Cão de companhia.

 

 

 


 


 

 





 

 

 

 

 


CHOW CHOW:
China onde é popular há mais de 2.000 anos, tem o nome de Choo (Cão de caça). Os Hunos, os Mongois, os Tartaros o utilizaram na guerra, na caça, na tração e para guarda. Por vezes era comido (chow= alimento) e o seu pelo servia de vestuario. Na Europa, sua aparição data de 1865, ano em que a rainha Vitoria na Inglaterra recebeu um magnifico exemplar. Uma criação sistematica foi então iniciada neste pais a partir de 1.887, especialmente para o tornar sociavel. A raça foi reconhecida pelo Kennel Clube da Inglaterra em 1.894. Tornou-se um cão de companhia.
Utilidade: Cão de caça, tração, pastoreio, guarda e companhia.

 

 

 

 




COCKER SP. AMERICANO:

Ele é um descedente direto do Ccker SpIngles. Foi introduzido nos Estados Unidos em 1.882, onde os criadores queriam obter um cão de companhia de pequeno porte, de pelagem excelente. Reconhecido pelo AKC em 1946, tornou-se a raça canina mais popular desse pais.

Utilidade: Cão de companhia, Cão de caça.

 




 

 




DOBERMANN

 



 


 

 

 

DOGO ARGENTINO:
Esta raça foi criada na Argentina pelos dois irmãos Maryinez, no inicio do seculo XX, a partir do cão de combate de Cordoba, molosso feroz. Eles procederam a cruzamentos com Mastins, Boxers, Mastifes, BUldogues, Pointers, Irish Wolfhounds a fim de obter um cão com multiplas aptidões: caça, combate e guarda. Em 1.928 foi redigido um primeiro padrão, aprovado pela Federação Cinologica Argentina. A FCI, o reconheceu em 1.975.
Utilidade: Cão de caça.

 


 



DOGUE ALEMÃO:
Este grande molosso descedenria do Molosso do Tibete introduzido na Europa pelos Finicios, e depois por um povo nomade da Persia, os Alanos. Na idade Média distinguiam-se entre esses Molossos duas variedades: os "Alanos gentis" que caçavam em matilha (javalis, lobo, urso), poderosos, ageis, esbeltos e os "Alanos de açougue", de aparencia mais pesada, mais recolhida, que se destinavam a guarda. Em 1878, todas as variedades foram agrupadas sob o nome de "Dogue Alemão" . Seu primeiro padrão foi fixado por volta de 1.890.
Utilidade: Cão de Escolta, Guarda e proteção.

 



 


 

 



FILA BRASILEIRO:
Os conquistadores espanhois e portugueses, desembarcando no Brasil no seculo XVII, trouxeram Dogues, Mastiffs e Cães de Saint-Humbert. Os mesmos foram com cães brasileiros o que resultou no Fila Brasileiro. Originalmente ele era empregado como cão de pista para encontrar escravos em fuga, em seguida condutor de rebanhos e cão de guarda; O reconhecimento da raça ocorreu em 1.950.
Utilidade: Cão de Guarda e boiadeiro.

 




 

 

GOLDEN RETRIVIER

 

 


tatyfikc.jpg - 5.58 Kb
HUSKY SIBERIANO:
Na lingua francesa do Canadá, Husky ("enrouquecido") significa todos os cães de voz rouca que puxam trenos. Originario da Siberia do Norte, esta raça que tem o DNA do Lobo Polar Artico, foi desenvolvido por um povo aparentado dos Esquimos, os Chokchis. Em 1909, foi introduzido no Alaska (apos a compra do territorio pelos Estados Unidos ) para participar em corridas de trenó organizadas por mineradores locais e americanos. O primeiro foi redigido em 1.930.
Utilidade: Cão puxador de treno.


 


 

 

 

 

LHASA APSO:
Este cão existe há milenios no Tibete. Animal sagrado, era educado nos templos e palacios e os mais belos representantes se encontravam com o Dalai Lama. Ele é denominado Apso (cabra do Tibete) pois seu pelo é parecido ao das cabars de seu pais. Teria surgido no Ocidente, principalmente na Inglaterra, somente em torno de 1930, pois,, no passado, seu comercio era proibido. Em a934 foi definido um primeiro padrão oficial,

Utilidade: Cão de companhia

 

 

 

 

 

 

 



MALTES:
Raça muito antiga, cujas origens são muito controvertidas. Os ancestrais desse pequeno cão viviam nos pontos e nas cidades costeiras do Mediterraneo central, onde caçavam os animais nocivos. Com certeza esse cão, ou outros cães muitos similares, estiveram presentes no Egito e na Grecia antes da nossa era e posteriormente na Roma antiga. Os geografo grego Strabão relata que existe na Secilia uma cidade denominada Melita de onde são exportados cães chamados "Canis Meliteri". Apesar de dever seu nome a ilha de Malta, nada prova que seja originario desta ilha. Ele foi apreciado pelos grandes nomes desta epoca de Elisabeth I.

Utilidade: Cão de companhia.

 

 


 





PASTOR BELGA:
Este Cão de pastoreio de quatro variedades seria descedente de cães de rebanho da Europa central ou de cruzamentos entre raças locais de Mastins e de Deerhound vindos da Inglaterra no seculo XIII, No seculo XIX existia na Belgica uma grande variedade de cães autoctones parecidos com cães de pastoreio, de cores e texturas muito diversas. O clube do pastor belga, criado em 1891, estabeleceu os fundamentos de identificação racial, com um prmeiro padrão em 1974, apos ter distinguido quatro variedades, a saber:
-Grenandel
-Laekenois
- Malinois
-Tervueren.
Utilidade: Cão de pastoreio , Cão de Guarda.

 

 

Pastor de Sheltie

 




PEQUINES:
Esse cão de origem chinesa, é uma das mais antigas raças do mundo, representada em figura de bronze datada de mais de 4.000 mil anos. Durante seculos, ele foi criado, preservado e honrado no palacio imperial. Reputado como protetor do imperador no alem, era sacrificado por ocasião da morte deste ultimo. Apos a tomada de Pequim e o saque do Palacio de verão em 1.860 pelos ingleses, soldados britanicos recupararam Pequineses e os importaram a Inglaterra. Foram oferecidos a rainha Vitoria, a duquesa de Welligton e a duquesa de Richamond, que criou a primeira linhagem do "cão - sol" da China Imperial. Em 1.924 foi funadado na França um Club. Esse cão ficou em moda entre as duas guerras mundias.

UTILIDADE: Cão de companhia.

 

 

C

 



POINTER:
Segundo alguns, em Portugal havia um Braco solido e rapido, infatigavel, que caçava com um nariz no ar, que parece ser a origem do antigo Braco Ingles. Em que epoca teria chegado a Inglaterra? No entanto, desde o seculo XVIII, existe um cão de aponte de pelo raso, originario de Portugal, que criadores britanicos, atraves de varios cruzamentos, transformaram no Pointer moderno. Eles teriam utilizado o Foxhound, o Bloodhound e o Greyhound. No seculo XIX teria recebido grandes infusões de Bracos francese e italianos. O clube foi criado em 1.891.

Utilidade: Cão de caça


 

 


POODLE:
Denominado em espanhol como Caniche, pelo fato ter sido utilizado para a caça de passaros aquaticos, o que lhe valeu a alcunha de "chien a cane (pato)" (cão de caça a patos) ou "canichon" originando o termo Caniche. Tambem é denominado "cão carneiro" devido ao aspecto do seu pelo. Segundo Buffob, sua origem seria africana. Ele descenderia do Barbet da Africa do Norte, introduzido pelos Arabes na penisula Iberica onde ele teria sido cruzado com um cão d'agua portugues e de onde ele teria ganho toda Europa, estabelecendo origem na França. Assim, a FCI reconheceu oficialmente em 1.936 esse pais como berço da raça. No mesmo ano foi publicado um padrão. Em 1922 foi criado um clube de Poodles em Paris.
Utilidade: Cão de companhia


 

 




PUG:
Raça muito antiga que viria da China e teria origens identicas as do Mastim ou Dogue do Tibete. Chegou a Europa pela Holandaa aprtir do seculo XVII. Os ingleses criaram duas familias, a do carlin-Morisson, de pelagem fulva e a do Carlin-Willoughby, cuja pelagem é uma mistura de preto e café com leite. Essas duas familias se fundiram em 1.886. Foi aliado no passado a pequenos Spaniels, tendo se obtido o cão de Alicanto, que dasapareceu. No seculo XVIII ele chegou a França onde Josephine de Beauharnais e depois Marie-Antoniette o adotaram. Denominado PUG na Inglaterra devido a sua face achatada (pug-nose=nariz esborrachado).
Utilidade: Cão de companhia

 

 

 


 


 

 

RETRIVIER DO LABRADOR

C

 

 



ROTTWEILER:
Para alguns, este cão, tipicamente alemão, descenderia do Boiadero bavaro. Para outros, ele seria proveniente dos Molossos introduzidos na Alemanha por ocasião das invasões romanas. Já na idade media, na cidade de Rottweil, em Wurtemberg, este cão poderoso e corajoso guardava os rebanhos e defendia os vendedores de gado contra os bandidos. A grande corporação dos açougueiros adotou-o e isto fez com que ele fosse denominado de "cão açogueiro". O primeiro clube da raça surgiu em 1.907. Em 1.910 ele foi oficialmente reconhecido como cão policial na Alemanha. Durante a Primeira Guerra Mundial foi utilizado pelo exercito alemão. A. raça foi definitivamente reconhecida em 1.966.

Utilidade: Tração, Guarda e Boiadeiro.

 


 


 

 

 

 


SALUKI:
O nome Saluki é , incontestavelmente, derivado da dinastia helenistica dos Seleucidas, cujo imenso reino, por volta de 300 a.C., estendia-se do Indo até o Mediterraneo. Esses reis teriam favorecido a criação de Galdos de pelo franjado.

Utilização: Cão de companhia, Cão de caça.

 


 

 



SAMOIEDA:
Este Spitz do Artico descende diretamente daquele que outrora acompanhava as tribos Samoiedas em suas migrações. Pertence a uma das mais antigas raças da Siberia. Guardava rebanhos, caçava o urso e a amorsa. Os promeiro Samoiedas chegaram na Gra-Bretanha cerca. de 1.890. O explorador, R. Scott nos fez conhecer esta raça, capaz de puxar grandes pesos ao longo de grandes distancias e que em seguida foi difundida em todo mundo.

Utilidade: Tração de treno.


 



SCHNAUZER:
Seu nome vem do "Schnauzer" (focinho), devido a seu focinho hirsuto caracteristico. Até ao seculo XIX, ops Schnauzers eram "Pinschers de pelo duro". Existem tres variedades de Schnauzer. O Schnauzer médio, cujas origens muito antigas são pouco conhecidas. Será que ele provem desaparecidas como o Biberhund e um rateiro de pelo duro, ou de raças de cães pastores? Ele era principalmente utilizado como caçador de animais nocivos. O Schnauzer gigante descenderia do cruzamento como o Schnauzer mdio, Dogue alemão e o Boiadero de Flandes, ou poderia ser mais simplesmente a replica em tamanho grande da variedade media. Acompanhava os cavalos e as carruagens e caçava roedores nas cavalariças. Por isso era chamado de "Grifo de cavalariça".  O chinauzer miniatura foi obtido por volta de 1.880 por seleção dos individuos de pequeno porte.
Utilidade: Guarda e defesa.

 

 

 


 


SHAR PEI:
Raça chinesa muito antiga, existindo antes da nossa Era nas provincias marginais do Sul do mar. da China. Parece que a cidade de " Dah Let", na provincia de Kwun Tung, seria sua localidade de origem. Guardião de templos, cão de combate, caçador de javalis, ele tembem era utilizado para vigiar rebanhos. Em 1947 os cães foram proibidos na China. Em 1970 alguns individuos foram exportados de Hong-Kong para os Estados Unidos e por volta de 1980, para a Europa. O Shar-Pei, o mais atipico das raças caninas, constitui um atrativo consideravel como cão de companhia.
Peculiaridade das cores nesta raça: todas as cores sólidas são aceitas, exceto o branco. A cauda e a parte posterior das coxas são, frequentemente, de uma cor mais clara. Um sombreado mais escuro sobre o dorso e nas orelhas é admissível. Destaca-se que cor não solida (albino, tigrado, preto e castanho, como marcação de sela) é falta desqualificante.

Utilidade: Cão de guarda e defesa.

 


 




 





SHIH TZU:
Seria certamente o resultado de um cruzamento entre Lhasa Apso, cão tibetano, eo Pequines, cão chines. Em 1643, a dinastia Manchu recebeu de presente do Dalai Lama pequenos cães denominados " Cães Leões" (Shih Tzu). Durante muitotempo foi apreciado como cão de corte e a ultima imperatriz da China criou alguns no palacio da "Cité" até 1908. Em 1923 foi formado em Pequim um Kennel Club. Foi em 1930 que Lady Browning trouxe a Inglaterra os primeiros especimes.
O Kennel Clube Ingles, o reconheceu em 1946.
Utilidade: Cão de companhia.

 


 

 

 

 

 

 


 


SPANIEL JAPONES:
(CHIN)
Ancestrais do Chin, foram oferecidos em 732 pelos soberanos coreanos na corte do Japão. Um grande numero de Chins foi introduzido no Japão no seculo seguinte. No seculo XIX foram importados especimes para os Estados Unidos e a Inglaterra, onde a rainha Vitoria possuiu alguns.

Em 1882 varios cães foram apresentados em Nova Yorque.

Utilidade: Cão de companhia.

 


 



 

 


TERRIER BRASILEIRO:
Os ancestrais do Terrier brasileiro são cães do tipo Terrier, oriundos da Europa de onde foram importados entre o seculo XIX e XX. No Brasil foram cruzados com cães locais. Assim, nasceu uma nova raça de formas arredondadas e de pelo raso.
Utilidade: Cão de guarda, caça e companhia.



 



WHIPPET :
A raça foi criada no norte da Inglaterra, há mais ou menos um seculo, para substituir o Foa-Terrier de caça a Lebre. Teria se originado de cruzamentos entre diferentes Terriers (Fox, Bedlington), o Pequeno Galgo Italçiano e o Greyhound. Tornou-se cão de competição dos mineiros. Seu nome seria devido a expressão "Whip up (chicotada) ou a whip it (rapido como relampago).
Utilização: Cão de companhia; Caõ de corrida

 


 

 

 





YORKSHIRE TERRIER:

Os ancestrais do Yorkshire (Clydesdale Terrier e/ou Paisley Terrier, Cão escoces preto e cor de fogo) migraram da região de Glasgow pR o condato de York no inicio do seculo XIX. Eles foram cruzados com outras raças (Broke-Haired Terrier) atualmente desaparecido, Cairn Terrier, Maltes) para chegar no padrão de 1.898, apos seu nome ter sido adotado em 1886 pelo Kennel Clube Ingles. Originalmente um cão de mineiros para caçar ratos e um cão de caçador furtivo para o trabalho de toca, ele se tornou um cão de luxo. Dsenvolveu-se nos Estados Unidos e na Europa e foi miniaturizado a partir de 1.930. Atualmente é o cão miniatura mais popular no mundo.

Utilidade: Cão de companhia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Última atualização (Sáb, 25 de Janeiro de 2020 15:35)